Escandiuzzi

Procuram-se boas notícias. Mas enquanto elas não surgem….

Posts Tagged ‘ressaca

Armação no horário eleitoral

leave a comment »

Finalmente a ressaca que destruiu dezenas de casas na praia da Armação do Pântano do Sul, em Florianópolis, virou o assunto no horário eleitoral gratuito. Quem trouxe o tema à tona foi o candidato a prefeito César Souza Júnior (PSD).

Em maio de 2010, o mar avançou na praia e destruiu várias residências, levando a cidade a decretar situação de emergência. No programa de César foram exibidas imagens recolhidas no You Tube mostrando a ressaca, bem como a construção de um muro de pedras no local (imagens, aliás, feitas por esse blogueiro que vos fala e retiradas de um VT meu postado no Youtube).

O programa ainda mostra imagens do adversário Gean Loureiro, da então senadora Ideli Salvatti e do atual prefeito Dário Berger discursando para moradores locais na época do problema.

O apresentador explica que os recursos que teriam sido prometidos pelo Governo Federal , na ordem de R$ 13 milhões, nunca chegaram a ser utilizados para a execução da recuperação da orla. Pescadores da praia da Armação ainda apareceram no programa reclamando que não existiria mais atividade turística na praia.

“Quem tinha a obrigação de resolver isso não resolveu”, disse César Júnior. “É um absurdo vermos uma praia desaparecer do mapa sem quer alguém faça algo. Por isso, uma das primeiras ações minhas será apresentar um bom projeto para recuperação. Sem propostas meia sola”.

O programa de César Souza Júnior ainda marcou a primeira aparição do governador Raimundo Colombo no horário eleitoral. Ele prometeu ajudar o candidato a recuperar a praia da Armação com recursos do “Pacto por Santa Catarina”, um fundo criado para aceleração de obras estruturais no estado. “Tenho certeza que eu e César faremos uma grande parceria”, disse.

Written by Fabrício Escandiuzzi

setembro 30, 2012 at 5:52 am

A belezura da Armação

with one comment

Há dois anos, a prefeitura investiu dez milhões para construir esse muro na praia da Armação…

O objetivo era conter o avanço do mar e evitar que novas casas fossem destruídas.

Também prometeram outros tantos milhões para recuperar a orla, fazer um projeto de revitalização para que o local ficasse com o visual legal. Uma boa, já que esse muro de pedras deixa uma das praias mais bonitas de Florianópolis muito estranha.

Passaram-se dois anos e cadê a obra?? Virou mais uma lenda da ilha cheia de casos e ocasos raros.

Ou será que a tal revitalização é esse asfalto lindo que colocaram em cima do muro???

Deem uma olhada na belezura que ficou…..

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 23, 2012 at 10:56 pm

Mar de poucos amigos…

leave a comment »

 

 

Mar de poucos amigos nesta segunda-feira (16)…

A praia do Campeche “sumiu” devido à maré alta e à ressaca..

Restaurante da Pequeno Principe.. Cadê a areia????

 

Foto tirada no asfalto da avenida Pequeno Príncipe….

 

Até o “point” do Riozinho (como dizem os colunistas sociais) desapareceu…

 

 

Na praia da Armação, a água já passa daquela “ajambração” de 10 milhões de reias que a prefeitura fez….

 

 

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 17, 2012 at 3:25 am

Publicado em Brasil, Santa Catarina

Tagged with , , ,

Armação…..

leave a comment »

Domingo geladíssimo e com mar muito agitado…

Swell até na Armação…..

Aliás, mesmo com essa friaca, me deu um calorão, uma raiva de ver mais uma vez esse muro de araque que construíram na praia. De araque e que custou 10 milhetas…

Cadê a revitalização? Cadê o projeto? Cadê o pessoal que apareceu ali e prometeu mundos e fundos??

Cadê os babacas que soltaram foguetes quando anunciaram que recursos seriam liberados para arrumar a Armação?

Cadê???

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 16, 2012 at 7:56 am

Armação depois da ressaca

with one comment

 

Fiz esse VT alguns dias e não sei por que acabei deixando de colocá-lo no blog…Agora segue…

Mostra que a praia da Armação do Pântano do Sul, apesar de toda a destruição causada pela ressaca, continua atraindo mais e mais visitantes neste verão…

O lugar continua maravilhoso mesmo com o muro horrendo construído para conter o avanço do mar. O bom é que a estrutura parece ter funcionado, virou uma área de caminhada para os banhistas.

Para chegarem ali perto do molhe, os visitantes ainda precisam passar por um perrengue e atravessar a barreira de pedras… Mas, nas férias tudo está valendo…

Quem quiser ver como está a praia depois de tudo aquilo, pode dar uma conferida…

 

 

Written by Fabrício Escandiuzzi

fevereiro 3, 2011 at 9:21 pm

Sobre ressacas, muros, estaleiros e campanhas

with 7 comments

 

Nunca antes na história dessa cidade houve uma união tão grande de políticos em torno de um objetivo….

A atuação de parlamentares, candidatos, governo e etc em torno do tal estaleiro do Eike Batista realmente  é uma coisa impressionante.

Não vi união assim para resolver o problema de mais de mil pessoas que continuam nas moradias provisórias de Blumenau. Vivem em galpões, usam conteineres como banheiro. Quer saber como é? Clique aqui.

Na praia da Armação do Pântano do Sul, o tal muro está sendo erguido… Nesta segunda-feira, dia 19, a água chegava a passar por cima em vários pontos. E olha que não estamos enfrentando nenhuma ressaca.

Aqui, neste caso, assim como no dos desabrigados da enchente de 2008, não houve tanta “comoção política” como o tal do estaleiro do Eike. Vai gerar cinco mil empregos.. que maravilha… O turismo acho gera muito mais do isso, sem precisar mexer em áreas de preservação ou desalojar golfinhos na baía que chama, não por acaso, Baía dos Golfinhos.

O que lamento é que as coisas andam na contramão. Ao invés de se cumprir estritamente o que está na legislação ambiental, movimenta-se políticos e autoridades para “viabilizar” a construção do estaleiro.

Resumindo em outras palavras: reúnem-se todos para dar um “jeitinho” de viabilizar isso. A lei que trate de se adaptar aos interesses e à “geração de empregos para a comunidade”

E os ecochatos, ambientalistas e defensores da natureza que se f….

Mas, volto neste assunto depois das audiências públicas deste semana…. Essas fotos foram tiradas hoje na praia da Armação..

O muro está “lindo”, não deixa o mar chegar tão perto. Acabou a areia, acabou a praia. Guarda-sol e caiprinha à beira mar ali, só se for em cima do muro… Não dá mais para pegar onda, tamanhos são os tocos que foram lançados ao mar depois que as casas e encostas foram destruídas.

 

Tá maravilhoso né? Uma praia de cartão-postal….

 

Tem até ciclovia agora, dá para correr, fazer cooper… estender uma canga, ler um livro em cima de um muro de pedra de dez milhões de reais.. Não é para qualquer um..

Para o turismo é bom… Tanta gente sai daqui para ver o que sobrou do Muro de Berlim.. Temos agora a praia da Armação e sua imponente muralha…

 

E no Campeche? Olha aqui abaixo.. Casas penduradas, belo visual em meio aos destroços…

Tudo ruindo devido à força do mar….

 

Um molhe, com uma meia dúzia de pedras, é apontado por nove entre dez pessoas que ouvi (incluindo especialistas) como o causador ou grande contribuidor para o problema na praia da Armação.

A construção de casas sobre dunas de uma área de preservação também fez com que o problema ocorresse no Campeche.

Interferências do homem.

Interferências pequenas, mínimas, se compararmos com o impacto que um estaleiro pode causar na baía norte de Florianópolis.

Bilhões de reais em investimento. Milhares de empregos. Que coisa linda.

Os caras falam em jogar arsênio na água como se fosse a coisa mais normal do mundo…. Não era ali na baía norte que íriamos nadar, como nos prometeram em outras campanhas???

Não estamos podendo nadar nem mais no sul da ilha…

 

Tudo isso vale a pena???

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 20, 2010 at 5:38 am

Natureza está gemendo

leave a comment »

“A natureza está gemendo. Ela tá pedindo socorro e se vingando das pessoas que construíram nas dunas”.

Sete e meia da manhã desta quinta. O pedreiro José Rufino, morador do Campeche há 13 anos, me disse exatamente isso. Estávamos olhando os estragos causados pela ressaca e a maré em várias casas. Ali foi ainda mas rápido do que o que aconteceu na praia da Armação. “Tinha terreno na frente dessas casas na segunda-feira”, disse.

O mar continua se vingando do homem em Florianópolis, na opinião do humilde José Rufino.

Quem chegar ali na praia e olhar bem, vai ver como parece frágil a areia sobre a qual as casas foram erguidas.

Eu não moraria sossegado. Por mais belo que seja visual.

São dunas, que estão se movendo e espantando todos os “carrapatos”  que viviam sobre elas.

Não acho que a natureza esteja se vingando, como disse o Rufino.

Acho que ela está fazendo Justiça.

Estabelecendo a ordem natural das coisas.

Written by Fabrício Escandiuzzi

junho 24, 2010 at 10:45 pm