Escandiuzzi

Procuram-se boas notícias. Mas enquanto elas não surgem….

Posts Tagged ‘PMDB

Segundo Turno

with 2 comments

 

 

Eu, Fabricio Escandiuzzi, declaro oficialmente o meu voto no segundo turno….

E o ganhador é ele: o poste do Campeche.

Pela sua luta, sua resistência, sua força, mesmo diante de tantos obstáculos….

Resistiu ao primeiro turno incólume, não sucumbiu às pesquisas eleitorais e hoje, quase uma semana depois das eleições, permanece ali, no meio da rua, firme e forte….

Resistiu às incríveis resistências de lideranças PMDB, que comandam a prefeitura e que tentaram de todas as formas possíveis e imagináveis retirá-lo do meio da principal avenida do Campeche. Em um ofício cruelmente redigido, a prefeitura insistiu e gastou todas as suas energias para retirá-lo dali…

Resistiu bravamente à obstinação do PSD, que comanda o governo do estado e a CELESC, na incrível e inimaginável determinação em tirar esse “obstáculo” do meio da rua.

Resistiu também, à empreiteira que recebeu 146 mil por uma obra que deveria durar 4 meses e levou um ano para ser concluída e que tentou de todas as formas pagar 4 mil reais para removê-lo….

O que aconteceu? O poste continou firme e forte, enquanto integrantes de PMDB, PSD e empresários tentaram insistentemente tirá-lo do local…

Olhem que fortaleza…

 

 

Hoje, passado o primeiro turno, ele ganha força e permanece no meio da rua. Ganhou até enfeites da cor laranja e enfrentou difamações horríveis, como a incrível placa “desculpe o transtorno, estamos em obras”.

O nosso poste não é o transtorno. É o futuro do turismo no sul da ilha…

A rua do Amendoim é ponto turístico em BH. O ET de Varginha é sucesso no sul de Minas.

Por que não podemos ter um poste que brotou no meio de uma obra e resistiu a todas as investidas das forças políticas como um ponto turísitico de Florianópolis?

Por isso, como prometido, em nome da democracia, declaro o poste da avenida Pequeno Princípe, no Campeche, como o escolhido para o meu voto no segundo turno. Agradeço às manifestações de apoio e lutaremos para que ele resista à tanta “determinação” de nossos governantes.

Em tempo: o candidato que apresentar uma grande proposta turística para o entorno do poste, pode ganhar a minha simpatia…

Grato e desculpem o cinismo….

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Written by Fabrício Escandiuzzi

outubro 12, 2012 at 4:17 am

“Açacinaram” o português

with 5 comments

 

Olha… Tenho evitado ficar parecendo um chato de plantão, mas tem dia que não dá para resistir…

O que é essa legenda do programa do Gean Loureiro?

Uma coligação que tem como vice um ex-secretário de Educação, ex-reitor da Universidade Federal de Santa Catarina e que foca a campanha no trabalho junto as escolas de Florianópolis não pode cometer aquelas aberrações.  Veicular duas vezes o mesmo programa então, com a mesmas barbaridades na legenda, é para “açacinar ” a língua portuguesa…

Então o Gean é “hafônico”?

O problema começou na adolescência e foi se “intencificando”??

Isso sem contar os erros de pontuação, acentuação e etc e tal…

Que pedissem para o professor Rodolfo corrigir…

 

 

Ou então editassem um programa sem legendas. Aí não teria problema nenhum.

O que não pode é estragar o programa do candidato, colocá-lo em uma situação ridícula dessas, por causa daquelas legendas horrorosas.

Como bom sujeito que é, digo: o Gean não merecia passar por isso…

Começo a achar, com toda sinceridade, que há mais pessoas próximas ao Loureiro trabalhando contra sua candidatura….

Muito mais do que a gente imaginava.

 

 

Written by Fabrício Escandiuzzi

setembro 8, 2012 at 3:26 am

Berger quer uma cidade mais humana????

with 2 comments

 

 

O Dário Berger usou o slogan do adversário de seu candidato logo no primeiro programa de TV…

O que seria isso? Uma inovadora estratégia de marketing??

Ou seria aquela história de  um pé lá, outro cá”…

Cada dia que passa vejo que não entendo nada de política….

Veja no vídeo do candidato, com seus próprios olhos….

Written by Fabrício Escandiuzzi

agosto 24, 2012 at 1:46 am

Samba do Crioulo Doido….

leave a comment »

 

 

Início de campanha eleitoral em Florianópolis.

Bandeirolas ajeitadas. Fanfarras afinadas. Alegria, sorrisos e muitos tapinhas nas costas. Apitaço, buzinaço e carros de som… enfim, o Carnaval Eleitoral começou de vez…

Começou e começou com tudo. Largada neste sábado (28) de duas campanhas de peso: a do PC do B e PT da Angela Albino e do Nildão e a do PMDB e outras tantas letras do Gean Loureiro e do Rodolfo Pinto da Luz.

Na minha análise politico-carnavalesca das duas passeatas de hoje, houve equilíbrio…Vantagem para um ou outro lado em determinados quesitos de julgamento.

Em termos de correligionários, a do PMDB contava com muito mais participantes. Tinha gente do lado de fora do clube.

No quesito Enredo, entretanto, as duas “agremiações” empataram. Futuro de Florianópolis para lá, Florianópolis do futuro para cá. Mobilidade, inovação, saúde, educação e planejamento urbano.

Maior prefeito da história aqui, maior presidente da história lá. Enfim: enredo normal, sem maiores ousadias e com algumas semelhanças.

Comissão de frente peemedebista…

 

Já no quesito Comissão de Frente, o PMDB deu um banho. Três ex-governadores reforçam a apresentação da agremiação (Casildo Maldaner, Eduardo Pinho Moreira e Paulo Afonso Vieira), o que mostrou a imponência logo no início do desfile.

O atual prefeito Dário Berger e seu irmão Djalma saíram como destaques na comissão. Já pelo lado do PC do B e do PT, os destaques eram José Fritsch e João Ghizoni. Vitória tranquila dos peemedebistas.

Gueixa em caminhada do PMDB

 

Quesito Alegorias e Adereços: vantagem apertada para o PMDB de Gean. Tinha gente vestida de gueixa, tinha milongueiros de tango, muitas e muitas bandeiras… O Homem do Chifre foi presença carimbada desde cedo, o que garantiu com a facilidade a vitória do peemedebista neste quesito.

Bateria: Duas grandes bandas com bons trabalhos tanto durante eventos dos comunistas quando do PMDB. Pelos lados da Albino, a banda caprichou no melô do Manezinho da Ilha, de autoria do Calibrina. Seria um empate, se a bateria do Loureiro não fosse “esquecida” pela caminho (o que também implica em perda de pontos também no quesito seguinte, como verão). Com isso, o candidato e seu vice e as outras lideranças da coligação foram acompanhados por uma caixa de som horrorosa pelo centro da cidade.

 

Quesito Evolução e Harmonia: Os dois partidos de esquerda,  PT e PC do B, mesmo com número menor de componentes, surpreenderam e mostraram uma incomum organização. A caminhada passou pelo centro da cidade bastante coesa e com pouco espaço entre uma ala e outra. Harmonia foi o grande trunfo da Angela Albino.

Esse quesito foi um horror para o PMDB. Passeata de campanha eleitoral não é marcha atlética. Um grupo liderado pelo candidato Loureiro saiu do clube onde realizavam o evento em desabalada carreira. Jornalistas, fotógrafos, correlionários e malas em geral foram ficando pelo caminho, desesperados.

Imensos clarões se formaram entre uma ala e outra e por mais que os diretores de harmonia pedissem para “segurar o ritmo”, a comissão de frente continuou em ritmo de maratona. Passaram os primeiros componentes, cinco minutos depois um grupo de candidatos a vereador com apitos, depois outro, depois mais outro. A bateria, essa coitada, ficou no clube e não acompanhou os atléticos candidatos. Enfim, muitos que iriam participar da caminhada, ao ver o ritmo frenético do negócio, desistiram e ficaram nos bares das redondezas.

Em quesito evolução, PMDB perdeu de goleada.

Nos demais, vitória de um aqui, outro ali e muito equilíbrio.

Correligionários esperando Gean Loureiro sair do clube. O candidato, que saiu em marcha atlética, já devia estar no Mercado Público a essa hora…

 

Resumindo: tem muita pompa e luxo, reforços de peso, correligionários e letras de sobra dos partidos da coligação do PMDB. Mas o pessoal desandou na evolução. O PC do B e o PT não tem lá uma comissão de frente de peso, as alegorias foram mais pobrezinhas, mas não desafinaram e mostraram harmonia.

Começou o samba do crioulo doido.

 

 

 

 

 

       

         …..

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 29, 2012 at 4:38 am

Três ex-governadores na largada de campanha do Gean

leave a comment »

 

 

Três ex-governadores do PMDB participaram do ato de lançamento oficial da campanha de Gean Loureiro pela prefeitura de Florianópolis, realizado no final da manhã deste sábado (28).

Os peemedebistas Eduardo Pinho Moreira, atual vice-governador, Paulo Afonso Vieira e Casildo Maldaner, que atualmente ocupa uma cadeira no Senado, foram alguns dos reforços “de peso” do candidato peemedebista. O atual prefeito da capital, Dário Berger, também participou da festa, que reuniu cerca de 500 militantes em um clube da região central da cidade.

“Quero agradecer ao apoio de todos que estão comigo neste dia especial. Hoje é a grande largada para a nossa campanha”, afirmou Loureiro. “Já estamos nas ruas dia e noite apresentando nossas idéias e ouvindo a população. Mas esse ato marca a nossa grande largada”.

Loureiro e seu vice Rodolfo Pinto da Luz, também do PMDB, foram seguidos por um grande grupo de militantes durante uma caminhada pelo centro da cidade.

O candidato criticou adversários que “falam mal” de Florianópolis e demonstrou claramente que a principal estratégia de campanha será a de colar sua imagem a do atual prefeito.

“Nós temos a missão de continuar o excelente trabalho do Dário e melhorar ainda mais a nossa cidade”, disse. “Enquanto os outros só falam mal de Florianópolis, temos resultados para mostrar e propostas concretas para realizar”.

Simpatizantes do PMDB e da candidata do PT, Angela Albino, chegaram a se encontrar na parte final do ato, no Mercado Público. O clima foi de bastante cordialidade entre os militantes rivais.

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 29, 2012 at 3:31 am

Se é Berger é…..

leave a comment »

Não consigo entender mais nada de campanha….

Ás vezes, acho que sou um burro, um completo idiota que não consegue visualizar as alianças, apoios e coligações. Por mais que eu tente, preciso anotar as coisas em um papel para não me perder e ver quem está com quem. Outras vezes me sinto um palhaço. Palhaço pois fazem questão de bagunçar a minha cabeça.

“Se é Bauer, é bom”… Foi isso que o prefeito de Florianópolis, Dário Berger, disse ao aparecer no programa do Paulo Bauer no horário eleitoral. Tudo bem que me pareceu um depoimento pego às pressas, no calor de uma caminhada e etc… Mas convenhamos, o cara tem aparecido toda semana com adesivos do Luiz Henrique (normal, é do PMDB) e do Cláudio Vignatti, do PT (também seria normal, afinal de contas, a suplente do petista é sua cunhada).

A foto abaixo foi feita pela própria assessoria do PMDB.

Colaram o adesivo do Vignatti sem o prefeito perceber? Liberaram três votos para o Senado? Ou estamos diante do Berger completamente “em cima do muro”???

Written by Fabrício Escandiuzzi

setembro 23, 2010 at 3:46 am

Vuvuzelaço

leave a comment »

Bandeirolas. Gritaria. Apitaço. Batucada.

E claro, Vuvuzelas….

Essa foi a convenção do PMDB de Santa Catarina.

Estou até agora com os ouvidos doendo… Não de algumas bobagens que eu ouvi, mas por causa do exagero dessas vuvuzelas importadas da Copa da África.

Os peeemedebistas vaiaram os ex-governadores Luiz Henrique da Silveira e Eduardo Pinho Moreira, som abafado pelo exagero das vuvuzelas. Mas vaiaram. Mesmo assim, os delegados apoiaram uma aliança com os Democratas, que fizeram uma convenção tão tímida que todos os participantes deveriam caber em duas kombis.

Isso doeu ainda mais nos peemedebistas.

Depois da decisão ser anunciada, muitos do lado de fora reclamavam dos delegados e do fato do partido não ter um  candidato próprio ao governo desde a volta das eleições diretas.

O ex-governador Paulo Afonso Vieira disse após o anúncio da decisão que o partido sai “ferido” de toda essa polêmica.  O deputado federal Valdir Colatto não escondeu a raiva e disse que o PMDB “encolheu”. Para os dois, será muito difícil aglutinar as lideranças para a campanha deste ano. “O partido vai se recuperar mas não sei quanto tempo isso pode levar. Este ano, vai ser meio que cada um por si”, resumiu o parlamentar.

Agora democratas e peemedebistas esperam o PSDB para fechar a tríplice. PSDB que pelo menos nas declarações dos líderes via twitter nos últimos dias, dava sinais de que iria descer do muro e surpreender a todos com o lançamento de Leonel Pavan para o governo. Deve ser duro para os tucanos, contarem com o governador e depois terem que se contentar apenas com uma vaga ao Senado Federal.

A campanha começou de um jeito legal, pelo menos para nós jornalistas: barulho, vaias, vuvuzelas, declarações apaixonadas e exaltadas, polêmicas e mistério.

Para os peemedebistas há a divisão, mas o barulho das vuvuzelas  abafou os maiores descontentes.

Com vuvuzelas, o PMDB está na campanha… de vice, mas está…

Muito barulho por nada???

Written by Fabrício Escandiuzzi

junho 27, 2010 at 7:36 am