Escandiuzzi

Procuram-se boas notícias. Mas enquanto elas não surgem….

Posts Tagged ‘Governo Federal

Mick Jagger

leave a comment »

Pois é…. O Lula, aqui em Santa Catarina, não deu muita sorte para seus candidatos… Se mostrou um tremendo Mick Jagger, ops, pé frio…

Reportagem que fiz para o Terra mostra que nas três cidades visitadas pelo presidente na campanha, a candidata do PT acabou derrotada…

Que sinuca de bico hein? Traz o homem, ou deixa o homem por lá?


Abaixo, na íntegra o material publicado no Terra

 

Dilma perdeu nas cidades visitadas por Lula em SC

A candidata do PT á presidência da República, Dilma Roussef, foi derrotada nas únicas três cidades do estado de Santa Catarina visitadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a campanha.

Criciúma, Itajaí e Joinville foram alvos de visita de Lula no último dia 13 de setembro. Ele participou da inauguração da duplicação de trechos da BR 101 no sul do estado, visitou o Porto de Itajaí e encerrou a passagem realizando um comício em Joinville, maior colégio eleitoral catarinense.

Em Criciúma, Dilma foi derrotada por uma diferença de dez mil votos: obteve 38 mil votos contra 48 mil do candidato tucano. Em Itajaí, no litoral norte, a diferença foi de oito mil votos. Já em Joinville, palco do polêmico discurso de Lula em que afirmou que o “DEM deveria ser extirpado” da política, a diferença chegou a 60.366 votos.

Serra obteve 145.858 votos, 46,5% do eleitorado, enquanto Dilma registrou 85.492. Foi a maior diferença entre os dois candidatos em Santa Catarina, justamente em uma cidade administrada pelo PT.

De acordo com o professor Sérgio Saturnino, cientista político e coordenador do Instituto de Pesquisas Sociais da Univali (Universidade do Vale do Itajaí), a presença de Lula, que registra aprovação recorde em quase todas as pesquisas não seria suficiente para reverter votos em alguns municípios. Segundo ele, o PT não estaria estritamente ligado à Lula e a migração de votos não seria algo tão “certo”.

O Lula é maior do que o PT. Ele conta com a aprovação popular ao ponto do próprio PSDB ter tentado se atrelar à sua imagem na campanha. Mas isso não significa que um governo de seu partido será igual”, afirma. “O que existe é o lulismo. Os votos transferidos são lulistas e não petistas”

Saturnino destaca que o PT terá que “repensar” seu posicionamento político após a saída de Lula da presidência. “O partido irá ter que debater seu caminho sem sua maior figura em cargo público”, disse.

 

Anúncios

Written by Fabrício Escandiuzzi

outubro 8, 2010 at 7:22 am

Por um fio

leave a comment »

 

Essa é a Armação do Pântano do Sul neste domingo. Dramática.

Casas caindo, pedras pela areia, árvores arrancadas pela raiz.

A situação está cada vez pior e a barricada criada pelo Exército não adiantou muita coisa.

Tem uma casa ali que não deve aguantar uns dois ou três dias como o bar batendo em seus alicerces. Outro problema é que neste ponto os terrenos estão declive em relação ao mar. Resumindo: se a água passar, chega à rua e provavelmente ao rio.

Falei com um especialista ali neste domingo. Ele é pós doutorado em “ondas”. Estuda basicamente o comportamento do mar na costa. Foi legal, estou editando o vídeo e logo coloco no ar. Mas adianto que segundo ele, um dos grandes problemas é exatamente as pedras colocadas no mole da praia.

Uma deterioração como essa levaria décadas. A ação do homem tratou de acelerar o processo.

Written by Fabrício Escandiuzzi

maio 24, 2010 at 6:08 am

Chove água, goteja verba

leave a comment »

 

Choveu e todo o estado volta a ficar em emergência.

Um idoso de 76 anos desaparecido. Mais de 360 pessoas desalojadas ou desabrigadas. Alagamentos registrados em doze cidades.

Anitapólis isolada e sem luz, energia e telefone.

Enfim, o caos…

Uma notícia boa pelo menos: o governador Leonel Pavan garantiu a liberação de R$ 10 milhas para atender municípios atingidos por chuvas após reunião em Brasília com o ministro da Integração (que não lembro o nome, não vou procurar afinal de contas é um mandato tampão). É uma verba para as pequenas localidades e o valor é ínfimo perto dos outros R$ 250 mi parados no mesmo ministério para atendimento às demais cidades atingidas por catástrofes.

Mas já é alguma coisa se pensarmos que o ministro anterior, o tal de Geddel Vieira Lima, liberava verba para qualquer goteira registrada na Bahia, seu estado natal. E aqui, onde morreram 135 pessoas num ano que choveu para c****, muito pouco apareceu no cofre.

E olha que o tal Geddel apareceu aqui, ganhou uma medalha do governador Luiz Henrique, do seu mesmo PMDB.

Se ele voltasse a SC o mínimo que se tinha que fazer era pedir a medalha de volta. E depois mandar a ***** (censurado). Quem deu a medalha também não tem lá muito juízo..

Vieram mais recursos, mas os problemas continuam…

Essa casa da foto, ali no Rio Tavares, em plena SC 405,  já foi inundada umas 8.672 vezes. Que eu entrevistei os donos foram umas seis. Tem sua responsabilidade de estarem ali e baterem o pé para não sair? Pode até ser… Mas compraram a propriedade há algum tempo e não têm como comprar outra.

A verba veio, a verba vai…

O problema é que a liberação de verbas não acompanha a precipitação de chuvas no estado.

Chove muito mais do que a grana entra no cofre.

Written by Fabrício Escandiuzzi

maio 13, 2010 at 4:13 am

Todo mundo no abrigo

with 3 comments

Essa é a situação nas moradias “provisórias” de Santa Catarina. Tanta gente foi à cidade de Blumenau em 2008, recursos foram anunciados, uma Medida Provisória – a de número 448 – foi editada para levar recursos as vítimas da enchente.

Nada. As pessoas continuam ali e só estarão recebendo casas graças ao programa Minha Casa, Minha Vida. Mesmo assim, o programa é algo acessível a todos interessados, não é um projeto específico criado para atender as vítimas da catástrofe.

Hoje completam 17 meses da enchente. Vocês devem estar pensando: “Ah, mas estão deve ter sido realizado algum projeto ou grande obra para evitar novas catástrofes com essa dimensão?”… Errado… Nada de novo.

O que aconteceu? Bem, o então ministro da Integração Geddel Vieira Lima entendeu que apenas os projetos apresentados pelos municípios baianos eram completos e atendiam os requisitos. Resultado? 90% das verbas em 2009 destinadas a prevenção de tragédias foram para a Bahia. Santa Catarina recebeu 0,2%.

Esse vídeo mostra a espera de famílias e a situação em que vivem: dividem conteineres transformados em banheiros coletivos, cozinhas em grandes áreas comuns e por aí vai.

Na hora do desespero todo mundo aparece para sujar o pé de barro… E depois???

Recomendo, a quem quer que esteja de passagem por Blumenau, uma visita a essas moradias provisórias. O chopp da Eisenbahn no happy hour pode parecer mais melancólico depois, mas os anúncios de socorro pós-tragédia e a conduta de políticos nunca mais serão vistas com os mesmos olhos.

Written by Fabrício Escandiuzzi

abril 26, 2010 at 1:29 am