Escandiuzzi

Procuram-se boas notícias. Mas enquanto elas não surgem….

Posts Tagged ‘Dário Berger

Segundo Turno

with 2 comments

 

 

Eu, Fabricio Escandiuzzi, declaro oficialmente o meu voto no segundo turno….

E o ganhador é ele: o poste do Campeche.

Pela sua luta, sua resistência, sua força, mesmo diante de tantos obstáculos….

Resistiu ao primeiro turno incólume, não sucumbiu às pesquisas eleitorais e hoje, quase uma semana depois das eleições, permanece ali, no meio da rua, firme e forte….

Resistiu às incríveis resistências de lideranças PMDB, que comandam a prefeitura e que tentaram de todas as formas possíveis e imagináveis retirá-lo do meio da principal avenida do Campeche. Em um ofício cruelmente redigido, a prefeitura insistiu e gastou todas as suas energias para retirá-lo dali…

Resistiu bravamente à obstinação do PSD, que comanda o governo do estado e a CELESC, na incrível e inimaginável determinação em tirar esse “obstáculo” do meio da rua.

Resistiu também, à empreiteira que recebeu 146 mil por uma obra que deveria durar 4 meses e levou um ano para ser concluída e que tentou de todas as formas pagar 4 mil reais para removê-lo….

O que aconteceu? O poste continou firme e forte, enquanto integrantes de PMDB, PSD e empresários tentaram insistentemente tirá-lo do local…

Olhem que fortaleza…

 

 

Hoje, passado o primeiro turno, ele ganha força e permanece no meio da rua. Ganhou até enfeites da cor laranja e enfrentou difamações horríveis, como a incrível placa “desculpe o transtorno, estamos em obras”.

O nosso poste não é o transtorno. É o futuro do turismo no sul da ilha…

A rua do Amendoim é ponto turístico em BH. O ET de Varginha é sucesso no sul de Minas.

Por que não podemos ter um poste que brotou no meio de uma obra e resistiu a todas as investidas das forças políticas como um ponto turísitico de Florianópolis?

Por isso, como prometido, em nome da democracia, declaro o poste da avenida Pequeno Princípe, no Campeche, como o escolhido para o meu voto no segundo turno. Agradeço às manifestações de apoio e lutaremos para que ele resista à tanta “determinação” de nossos governantes.

Em tempo: o candidato que apresentar uma grande proposta turística para o entorno do poste, pode ganhar a minha simpatia…

Grato e desculpem o cinismo….

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Written by Fabrício Escandiuzzi

outubro 12, 2012 at 4:17 am

Caminhando….

with 2 comments

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

nnnnn

O candidato a prefeitura de Florianópolis pelo PSD, César Souza Júnior, realizou um “arrastão” pelas principais ruas do centro histórico de Florianópolis neste sábado (25).

Júnior, que em pesquisa divulgada nesta sexta-feira aparece como líder na disputa pela sucessão de Dário Berger (PMDB) esteve acompanhado de pouco mais de 500 militantes, segundo a organização, e caminhou pelas ruas que mantém tradicionais pontos de comércio na capital. Além dele, participaram da caminhada o vice João Amin (PP), dezenas de candidatos a vereador e muitos correligionários.

Foi a primeira grande caminhada da campanha do PSD em Florianópolis. Até então, César Júnior havia se dedicado à realização dos programas eleitorais, que estrearam esta semana.

O candidato explicou que o horário eleitoral tem um peso “imenso” na campanha e que por isso buscou se dedicar tanto à produção dos programas. “A televisão é muito importante e é como se fosse uma largada para a campanha”, afirmou. “Com os programas podemos inclusive mobilizar o público para a participação em caminhadas”.

O “arrastão” do candidato, que contou com bateria de escola de samba, fanfarra e até bonecos gigantes, seguiu até o Mercado Público, tradicional ponto de encontro da comunidade local.

Written by Fabrício Escandiuzzi

agosto 26, 2012 at 4:45 am

Pesquisa

leave a comment »

Mais dados da pesquisa MAPA…

Confesso que fiquei surpreso como fato do Gean Loureiro ter a maior rejeição: 36,5% do eleitorado. Em segundo vem o GIlmar Salgado do PSTU, rejeitado por 29%, O César Souza Júnior contou com 28,6% de rejeição e a Angela Albino, 26,6%.

Outro dado: exatemente metade da população (50%) desaprova a gestão Dário Berger. 46,8% aprovaram o peemedebista.

Por outro lado, em outro questionário 37% acham sua administração ótima ou boa, 29% acham regular e 22% ruim ou péssima.

A segurança, com 23%, continua sendo o maior problema da cidade, apesar das propagandas da secretaria de Estado de Segurança Pública. A mobilidade urbana, tão falada até aqui, aparece com 11% na quarta colocação, atrás de quesitos como saúde, 13,5%, e água e esgoto, 11,7%.

Para quem quiser olhar, seguem aí os dados da pesquisa MAPA/SINDUSCON….

Vale dizer que é cedo, que a pesquisa foi realizada no início dos programas eleitorais e que temos muita água para passar debaixo da ponte ainda..

Image

Written by Fabrício Escandiuzzi

agosto 25, 2012 at 6:36 am

Berger quer uma cidade mais humana????

with 2 comments

 

 

O Dário Berger usou o slogan do adversário de seu candidato logo no primeiro programa de TV…

O que seria isso? Uma inovadora estratégia de marketing??

Ou seria aquela história de  um pé lá, outro cá”…

Cada dia que passa vejo que não entendo nada de política….

Veja no vídeo do candidato, com seus próprios olhos….

Written by Fabrício Escandiuzzi

agosto 24, 2012 at 1:46 am

O poste eleito…

with 2 comments

Sempre critico, mas hoje vou elogiar o trabalho maravilhoso da prefeitura municipal de Florianópolis na avenida Pequeno Princípe. Logo depois da publicação da reportagem no Terra e de sua repercussão, trataram de tomar providências e resolver a história do poste “esquecido” no meio da avenida…

Olhem que lindo ficou:

Image

Como não resolveram ainda tirar o equipamento de lá, trataram de sinalizar e pedir desculpas pelo “transtorno” por causa das “obras”… Interessante que mesmo após todos os aditivos que incrementaram o contrato e dobraram o prazo de entrega da avenida, a obra precisaria ser concluída no dia 23 de agosto. Só agora sinalizaram…

Vão inaugurá-la com o poste…. Ele virou um grande ponto turístico do bairro…

Só para esclarecer: Florianópolis virou motivo de piada e não foi por minha causa…

A reportagem saiu sim em vários lugares, teve um bocado de acessos e eu… bem, eu virei alvo de alguns assessores mais apaixonados pela gestão de Dário Berger ou defensores de candidaturas de pessoas ligadas, e para não dizer escoradas, nas realizações de seu governo.

O fato é que a cidade, nosso bairro, nossa rua e até nossas caixas postais e timelines são invadidas por propaganda política, releases e mais releases além de lindos banners carregados de Photoshop. Esses materiais chegam a rodo, mas é fazer uma crítica, uma usar foto que comprometa “o maior prefeito da história” e cria-se todo esse alvoroço.

A discussão muito se baseou na culpa. A alegação era de que a culpa seria da Celesc e não da Prefeitura Municipal. Pois a culpa é dos dois e também da empresa, que recebeu 646 mil para fazer essa m…. Se alguém da secretaria de Obras mandou um ofício no dia 26 de abril pedindo a retirada do poste, por que não ligou, cobrou, esperneou e etc e tal até que o bendito fosse arrancado dali?

Omissão é incompetência, sim senhor…

E a Celesc, ahhh, a Celesc… Na terça quando fiz a matéria pro Terra informaram que o poste iria ser retirado. Depois, no dia seguinte, para a matéria da RBS falaram outra história…

Nenhuma das hitórias vingou…

O tempo passa, o tempo voa, e poste do Campeche continua lá, numa boa…

E agora, ele está acompanhado.. Temos outro que brotou na mesma obra, e que veio até com lixeira…

Mas, assessores, candidatos e todos os outros não devem se preocupar com isso e muito menos brigar comigo…

Afinal, não dizem por aí que o Berger elege até poste?????
   …..

Written by Fabrício Escandiuzzi

agosto 19, 2012 at 4:53 am

Show de competência….

leave a comment »

Este slideshow necessita de JavaScript.

A prefeitura de Florianópolis “esqueceu” um poste no meio da avenida Pequeno Príncipe, no Campeche, na região sul da cidade.

A obra serviu para criar um novo espaço no acesso à praia, uma das mais badaladas do verão catarinense. Além de criar uma nova rua, a prefeitura providenciou um “calçadão” e ampliou o espaço de lazer. Tudo muito legal… O problema é que com a criação de um novo trecho da rua, o poste acabou esquecido no local há mais de seis meses. Carros e ônibus precisam desviar da estrutura, que ainda compromete o acesso de outra rua que corta a nova obra.

A obra de revitalização do Campeche está sendo realizada há quase um ano. O contrato entre prefeitura e empreiteira foi assinado no dia 23 de agosto de 2011, ao custo de R$ 576,5 mil. O prazo para conclusão era de 180 dias. A inauguração do local chegou a integrar os atos de comemoração do aniversário de Florianópolis, em março. Mas uma série de aditivos fizeram que o prazo para conclusão se estendesse a 360 dias e o novo valor chegasse a R$ 646 mil.

Acho que não tem nada a ver com eleição não né?????

O secretário de Obras de Florianópolis, Luiz Américo Medeiros, informou por intermédio de sua assessoria que já havia sido realizada uma solicitação para retirada do posto há 4 meses. “Como existe tensão elétrica, a responsabilidade de retirada é da Celesc. Solicitamos que ele fosse removido no dia 20 de abril”, informou.

A Celesc informou que a retirada do poste do meio da avenida será providenciada ainda essa semana.

Written by Fabrício Escandiuzzi

agosto 15, 2012 at 4:33 am

Samba do Crioulo Doido….

leave a comment »

 

 

Início de campanha eleitoral em Florianópolis.

Bandeirolas ajeitadas. Fanfarras afinadas. Alegria, sorrisos e muitos tapinhas nas costas. Apitaço, buzinaço e carros de som… enfim, o Carnaval Eleitoral começou de vez…

Começou e começou com tudo. Largada neste sábado (28) de duas campanhas de peso: a do PC do B e PT da Angela Albino e do Nildão e a do PMDB e outras tantas letras do Gean Loureiro e do Rodolfo Pinto da Luz.

Na minha análise politico-carnavalesca das duas passeatas de hoje, houve equilíbrio…Vantagem para um ou outro lado em determinados quesitos de julgamento.

Em termos de correligionários, a do PMDB contava com muito mais participantes. Tinha gente do lado de fora do clube.

No quesito Enredo, entretanto, as duas “agremiações” empataram. Futuro de Florianópolis para lá, Florianópolis do futuro para cá. Mobilidade, inovação, saúde, educação e planejamento urbano.

Maior prefeito da história aqui, maior presidente da história lá. Enfim: enredo normal, sem maiores ousadias e com algumas semelhanças.

Comissão de frente peemedebista…

 

Já no quesito Comissão de Frente, o PMDB deu um banho. Três ex-governadores reforçam a apresentação da agremiação (Casildo Maldaner, Eduardo Pinho Moreira e Paulo Afonso Vieira), o que mostrou a imponência logo no início do desfile.

O atual prefeito Dário Berger e seu irmão Djalma saíram como destaques na comissão. Já pelo lado do PC do B e do PT, os destaques eram José Fritsch e João Ghizoni. Vitória tranquila dos peemedebistas.

Gueixa em caminhada do PMDB

 

Quesito Alegorias e Adereços: vantagem apertada para o PMDB de Gean. Tinha gente vestida de gueixa, tinha milongueiros de tango, muitas e muitas bandeiras… O Homem do Chifre foi presença carimbada desde cedo, o que garantiu com a facilidade a vitória do peemedebista neste quesito.

Bateria: Duas grandes bandas com bons trabalhos tanto durante eventos dos comunistas quando do PMDB. Pelos lados da Albino, a banda caprichou no melô do Manezinho da Ilha, de autoria do Calibrina. Seria um empate, se a bateria do Loureiro não fosse “esquecida” pela caminho (o que também implica em perda de pontos também no quesito seguinte, como verão). Com isso, o candidato e seu vice e as outras lideranças da coligação foram acompanhados por uma caixa de som horrorosa pelo centro da cidade.

 

Quesito Evolução e Harmonia: Os dois partidos de esquerda,  PT e PC do B, mesmo com número menor de componentes, surpreenderam e mostraram uma incomum organização. A caminhada passou pelo centro da cidade bastante coesa e com pouco espaço entre uma ala e outra. Harmonia foi o grande trunfo da Angela Albino.

Esse quesito foi um horror para o PMDB. Passeata de campanha eleitoral não é marcha atlética. Um grupo liderado pelo candidato Loureiro saiu do clube onde realizavam o evento em desabalada carreira. Jornalistas, fotógrafos, correlionários e malas em geral foram ficando pelo caminho, desesperados.

Imensos clarões se formaram entre uma ala e outra e por mais que os diretores de harmonia pedissem para “segurar o ritmo”, a comissão de frente continuou em ritmo de maratona. Passaram os primeiros componentes, cinco minutos depois um grupo de candidatos a vereador com apitos, depois outro, depois mais outro. A bateria, essa coitada, ficou no clube e não acompanhou os atléticos candidatos. Enfim, muitos que iriam participar da caminhada, ao ver o ritmo frenético do negócio, desistiram e ficaram nos bares das redondezas.

Em quesito evolução, PMDB perdeu de goleada.

Nos demais, vitória de um aqui, outro ali e muito equilíbrio.

Correligionários esperando Gean Loureiro sair do clube. O candidato, que saiu em marcha atlética, já devia estar no Mercado Público a essa hora…

 

Resumindo: tem muita pompa e luxo, reforços de peso, correligionários e letras de sobra dos partidos da coligação do PMDB. Mas o pessoal desandou na evolução. O PC do B e o PT não tem lá uma comissão de frente de peso, as alegorias foram mais pobrezinhas, mas não desafinaram e mostraram harmonia.

Começou o samba do crioulo doido.

 

 

 

 

 

       

         …..

Written by Fabrício Escandiuzzi

julho 29, 2012 at 4:38 am