Escandiuzzi

Procuram-se boas notícias. Mas enquanto elas não surgem….

Posts Tagged ‘catástrofe

El Niño contribui para ciclone em SC

leave a comment »

 

A influência do fenômeno El Niño pode ter sido um dos fatores que contribuiu para o forte temporal que atingiu o litoral de Santa Catarina.

De acordo com a meterologista Marilene de Lima, do Centro de Informações de Recursos Ambientais de Santa Catarina (CIRAM), o período de maio é conhecido pela influência do El Niño. O sistema atua e pode causar vários transtornos no período de março a setembro. Mas a intensidade do episódio desta semana é considerada “atípica”. “Em maio o fenômeno se reorganiza o que é normal gerar fortes instabilidades no sul do Brasil”, disse. “O que amedronta foi toda a intensidade com que ele se formou”.

 

Quase 36 horas após a passagem do ciclone, vários pontos da região metropolitana ainda permanecem alagados. Em Florianópolis, grandes áreas continuam alagadas e animais estão ilhados, principalmente na região sul da cidade. No bairro da Armação, a maré alta dificultou o escoamento de um rio e com isso algumas casas e quintais continuam repletos de água.

 É chuva para burro…São José registrou em apenas 24 horas a precipitação quase 2,5 vezes maior do que a média para todo o mês. Em maio, a média histórica oscila entre os 100 e 120 mm. Apenas entre terça e quarta-feira choveu 255mm.

 O El Niño é um fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no Oceano Pacífico. O Centro de Previsão de Estudos Cimáticos (CPTEC) explica que o acréscimo é capaz de mudar significativamente o clima, alterando os “padrões de vento” e o regime de chuvas em regiões tropicais.

 “A instabilidade atravessou saiu do Pacífico, atravessou os Andes e se configurou em ciclone na altura do meio oeste catarinense”, explica Marilene. “É uma condição atmosférica comum neste época. Provavelmente na próxima semana teremos uma reprise, mas não significa que será com a mesma intensidade”.

Ui… Não brinca Marilene, mais???

Written by Fabrício Escandiuzzi

maio 21, 2010 at 3:51 am

Todo mundo no abrigo

with 3 comments

Essa é a situação nas moradias “provisórias” de Santa Catarina. Tanta gente foi à cidade de Blumenau em 2008, recursos foram anunciados, uma Medida Provisória – a de número 448 – foi editada para levar recursos as vítimas da enchente.

Nada. As pessoas continuam ali e só estarão recebendo casas graças ao programa Minha Casa, Minha Vida. Mesmo assim, o programa é algo acessível a todos interessados, não é um projeto específico criado para atender as vítimas da catástrofe.

Hoje completam 17 meses da enchente. Vocês devem estar pensando: “Ah, mas estão deve ter sido realizado algum projeto ou grande obra para evitar novas catástrofes com essa dimensão?”… Errado… Nada de novo.

O que aconteceu? Bem, o então ministro da Integração Geddel Vieira Lima entendeu que apenas os projetos apresentados pelos municípios baianos eram completos e atendiam os requisitos. Resultado? 90% das verbas em 2009 destinadas a prevenção de tragédias foram para a Bahia. Santa Catarina recebeu 0,2%.

Esse vídeo mostra a espera de famílias e a situação em que vivem: dividem conteineres transformados em banheiros coletivos, cozinhas em grandes áreas comuns e por aí vai.

Na hora do desespero todo mundo aparece para sujar o pé de barro… E depois???

Recomendo, a quem quer que esteja de passagem por Blumenau, uma visita a essas moradias provisórias. O chopp da Eisenbahn no happy hour pode parecer mais melancólico depois, mas os anúncios de socorro pós-tragédia e a conduta de políticos nunca mais serão vistas com os mesmos olhos.

Written by Fabrício Escandiuzzi

abril 26, 2010 at 1:29 am